Feira Estadual da Reforma Agrária Cícero Guedes termina hoje (10)

Em sua quarta edição, a feira conta este ano com diversas novidades. A principal delas é a homenagem a Cícero Guedes, militante assassinado em janeiro deste ano

10/12/2013

Do MST

Acaba hoje (10), a já tradicional Feira Estadual da Reforma Agrária, no Largo da Carioca. Em sua quarta edição, a feira conta este ano com diversas novidades. A principal delas é a homenagem a Cícero Guedes, militante assassinado em janeiro deste ano. Cícero foi um dos maiores idealizadores da feira, que passa agora incorporar seu nome. 

“Este ano vamos cumprir um dos grandes desejos do Cícero, que era aumentar ainda mais a feira. Serão 100 camponeses e camponesas, trazendo produtos do estado do Rio e do Brasil.”, afirma Andrea Matheus, coordenadora do MST e responsável pela organização do evento.

Os produtos frescos virão das regiões onde o movimento atua no Rio de Janeiro: Norte, Sul e Baixada Fluminense. No total, os cerca de 30 assentamentos trarão, frutas, legumes e verduras frescas. Maracujá, coco, aipim e jiló são apenas alguns dos frutos da reforma agrária que os consumidores poderão encontrar no Largo da Carioca.

Os assentados e assentadas trarão também produtos beneficiados, como pimentas e bolos caseiros e geleias. Fitoterápicos e mudas de plantas também estarão à venda. Outra grande novidade deste ano será a presença dos produtos processados. Cooperativas do MST no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo trarão à cidade arroz agroecológico, suco de uva, açúcar mascavo e melaço.

A Cooperoeste, de SC, especializada em laticínios, irá oferecer leite, leite condensado, queijo e doce de leite. Mas o produto mais esperado é o achocolatado Terrinha, sempre um sucesso entre as crianças Sem Terrinha. A Coopercontestado, também de SC, virá com um delicioso queijo colonial e iogurte. As compotas da Coopertel de pepino, cebola, cenoura e beterraba são sucesso garantido. E as sementes de abóbora com chocolate, café e canela prometem ser disputadas na feira deste ano.

Além da venda de produtos frutos da luta pela terra, a feira ainda conta com debates e atividades culturais como debates sobre soberania alimentar, transição agroecológica, agroindustrialização e cooperativas.

Segundo Cosme Gomes, também coordenador da feira, a feira não é somente para venda de alimentos. “O maior objetivo da Feira da Reforma Agrária é o diálogo com a sociedade. É mostrar que a reforma agrária pode dar certo, mostrar que o MST pode produzir alimentos saudáveis, e principalmente, que são os camponeses que matam a fome do mundo. O agronegócio está aí pra encher a terra de venenos e o bolso da multinacionais de dinheiro.”

Várias atrações culturais tem acontecido como apresentações de teatro, bandas de samba e danças populares, com os grupos Sambarilha, Tambores de Olokum e Lá e Cá. O primeiro dia da feira teve encerramento com o funk carioca da APAFUNK, que vai marcar presença esquentando os tambores em ritmo de carnaval.

Hoje, o encerramento fica a cargo do forró das bandas Caramuela e Terreirada Cearense.

 <Serviço> IV Feira Estadual da Reforma Agrária Cícero Guedes9 e 10 de dezembro, de 7h as 22h no Largo da Carioca – Centro – Rio de Janeiro.

Comments

Post new comment

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Lines and paragraphs break automatically.

More information about formatting options

CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
2 + 0 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.