Justiça aceita denúncia sobre corrupção na Petrobras desde governo FHC

Foto: Divulgação

 

O magistrado Vitor Valpuesta, da 3ª Vara Federal do Rio, entendeu que havia indícios suficientes na denúncia do MPF para configurar os crimes de corrupção ativa, passiva e evasão de divisas

22/01/2016

Da Revista Fórum

A denúncia do Ministério Público Federal sobre pagamento de propina da empresa holandesa SBM Offshore a funcionários da Petrobras foi aceita pelo juiz substituto da 3ª Vara Federal do Rio, Vitor Barbosa Valpuesta.

 
  

Com isso, viraram réus os ex-funcionários da estatal Jorge Zelada, Renato Duque, Pedro Barusco e Paulo Roberto Buarque Carneiro, além dos ex-representantes da SBM no Brasil Julio Faerman e Luís Eduardo Campos Barbosa.

Segundo o MPF, o esquema começou em 1999, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, e se manteve até 2012. O magistrado Vitor Valpuesta entendeu que havia indícios suficientes na denúncia para configurar os crimes de corrupção ativa, passiva e evasão de divisas.

O juiz determinou a abertura da ação penal e o desmembramento do processo em relação aos sete representantes estrangeiros da SBM que também foram acusados.


* Com informações da Folha de S. Paulo

Comments

Post new comment

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Lines and paragraphs break automatically.

More information about formatting options

CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
5 + 1 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.